Justiça proíbe passeata para conter Covid19, nem prefeito médico usa mascara

Campo Grande(MS) –   A Justiça Eleitoral de Maracaju proibiu a realização de passeatas de todos os candidatos a prefeito do município até o dia da eleição. A decisão foi anunciada na tarde deste sábado dia  31 de outubro. A determinação  é para evitar a  aglomeração por conta da Pandemia  da Covid  19.

Mesmo  sendo  serem alertados pelas coligações, muitos militantes não estavam tomando as medidas preventivas, principalmente o uso de máscaras  e as proximidades entre as pessoas, o distanciamento de mais de um metro e meio não era obedecido.  A partir da observação, todas as coligações entraram com recursos na justiça com pedido de suspensão das passeatas, e caminhadas dos adversários, no intuído de aproximar as pessoas em locais públicos.

Na sexta feira  dia 30, a redação da Rádiowebms  recebeu a informação de que até servidores do Conselho de Saúde em Maracaju estariam em carreatas  pela cidade e que a pessoa já estaria   com a Covid-19, o novo Coronavírus  e que,  mais pessoas teriam contraído a  doença da China por  causa da aglomeração.

O próprio prefeito  de Maracaju, Dr Maurilio Azambuja(MDB) foi flagrado por diversas vezes sem o uso de máscara junto aos apoiadores. Dr foi flagrado em cima da carroceria de um veículos convidando cabos eleitorais para a carreata que estava agendada para ás 15 horas de sábado, dia 31 na  Vila Adrien. A iniciativa foi cancelada. Ouça;

Com a  determinação, todos os candidatos vão apostar suas campanhas na divulgação via redes sociais, pequenas reuniões e corpo a corpo nas casas. Quem desobedecer a decisão terá que pagar multa de R$ 30 mil.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Governo do Estado SES, Maracaju conta com 22 pessoas contaminadas com a Covid 19,  sendo 21 na sexta e uma registradas no  boletim  Epidemiológico de Sábado  dia 31  de Outubro. De acordo com relatório do Coronavírus,  são  7 mortes por conta da doença no município.

Da redação

Foto Divulgação.