Candidato quase é flagrado comprando voto, PM comprova abuso econômico

Campo Grande(MS) – De acordo com boletim de ocorrência de número 4503 /2020 registrado na  Policia Militar de Maracaju, cidade distante a 160 quilômetros de Campo Grande, por volta das  11h30 desta  quarta feira dia 11 de Novembro, a PM recebeu denuncia através do numero 190 sobre compra de votos, na sede do Clube Caacupe localizado na avenida Marechal Floriano Peixoto, número 829 bairro Paraguai, onde Oriano Ruiz de 72 anos recebeu a visita do candidato a prefeito Lenilso Carvalho(MDB). De acordo com testemunhas o candidato, acompanhado de um assessor,  fez a entrega de alguns papeis que estavam em suas mãos ao senhor Oriano.

Lenilso quase foi flagrado pelos PM, que chegaram no Clube logo depois da saída do emedebista.  Indagado pelos policiais, o acusado confirmou que estava precisando de ajuda financeira para levar um amigo ao cemitério, e que, uma determinada pessoa que ele não soube informar, teria conseguido o recurso com o candidato a prefeito, que levaria o dinheiro em mãos. De fato,  o candidato apareceu na hora do almoço, conversou com idoso sobre a necessidade e repassou o valor de R$ 150,00 em três notas de R$50,00 e mais um santinho do candidato.

Outras duas cédulas de R$50,00 apreendidas com eleitor de Maracaju.

Diante das explicações de Oriano para a polícia,  ele foi detido e levado até a sede da Policia Civil juntamente com o dinheiro e o santinho, para prestar depoimento. Uma das testemunhas garante ter gravada a confissão em áudio do acusado de vender voto. A policia Civil encaminhou a denuncia de compra de votos para a justiça Eleitoral da Comarca de Maracaju.

A atitude do candidato Lenilso,  pode levar á cassação do registro de sua candidatura por abuso de poder Econômico e compra de votos.

João Flores Jr

Uma das notas de R$ 50,00 apreendidas pela PM com sr Oriano