MPE questiona produtor que teria ameaçado Soraya em campanha eleitoral

Campo Grande(MS) – O Ministério Público Estadual denunciou à 11ª Vara do Juizado Especial Criminal da Comarca de Campo Grande, o caso em que o produtor rural Rodolfo Nogueira supostamente teria ameaçado a senadora Soraya Thronicke (PSL) durante a campanha eleitoral do ano passado. No documento, o promotor de Justiça Ricardo Benito Crepaldi destaca que Nogueira “ameaçou por palavras de causar mal injusto” a então candidata ao parlamento brasileiro.

Na época, Soraya acusou Rodolfo de tê-la ameaçado com as seguintes palavras: “Eu vou te avisar, nunca mais passe por cima de mim. Escute bem, na próxima que você passar por cima de mim, eu acabo com você. Você não sabe do que eu sou capaz. Eu vou acabar com você. Eu vou arrebentar com você”. A suposta ameaça teria sido proferida após Soraya ter buscado o diretório nacional do partido acusando candidatos não coligados ao PSL de usarem a imagem do presidente Jair Bolsonaro (PSL), na época em disputa ao cargo, para se beneficiarem na ‘onda’ do postulante.

Anteriormente a parlamentar havia buscado Rodolfo, que ocupava o cargo de presidente do diretório estadual, mas não teve atenção devida ao assunto. O produtor foi acusado no artigo 147 do Código Penal, que sugere pena para quem ameaçar alguém, por palavra, escrito ou gesto, ou qualquer outro meio simbólico, de causar-lhe mal injusto e grave. A pena prevista é de detenção, de um a seis meses, ou multa.O denunciado é o primeiro suplente de Soraya na linha de sucessão do Senado Federal. Atualmente ela é quem conduz a presidência da sigla em Mato Grosso do Sul.

O Outo lado ; Procurado pela reportagem, Nogueira pediu para que a ligação fosse realizada   depois do  o horário de almoço.  A  equipe de reportagem  tentou novo contato, mas a chamada não foi atendida. Com informações do Dourados NewsOUTRO LADO.

Da redação

Foto Marina Pacheco/ Campo Grande News.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here